Apesar de já estar presente na civilização há alguns séculos, o conceito de “design” como conhecemos hoje é um tanto recente, o que causa muitos equívocos em sua interpretação e, consequentemente, a desvalorização da profissão.

Para entender melhor o diferencial do designer, citamos abaixo 4 estratégias utilizadas por nossos consultores da área que deixam claro a importância do design em qualquer projeto. 

Diálogo aberto com o consumidor

As habilidades de um designer vão muito além de dominar programas de edição, somos estimulados na faculdade a ter um olhar minucioso ao público. Nossos projetos sempre começam com um vasto estudo do contexto, onde conseguimos identificar as dores e necessidades dos clientes. Assim, ao trabalharmos a comunicação, conseguimos criar uma identificação entre o produto e o público que fará sua marca destacar-se em meio a grande variedade presente no mercado. 

Comunicação de valores

Outro parte essencial do processo de design é a etapa conceitual. Nela, estudamos o empreendimento e usamos metodologias para ler e definir a essência da marca. Então, usamos as nossas habilidades técnicas para comunicar os conceitos através de palavras, cores, elementos visuais e sensações. Dessa forma, o público consegue identificar seu diferencial rapidamente, uma vez que sua comunicação foi projetada de forma estratégica. 

Repertório de ideias

Diferente do que é acreditado pelo senso comum, criatividade não é um talento nato. É necessário muito estudo e pesquisa para atingir ideias inovadoras. Por isso, os designers da Empresa Júnior estão em constante contato com referências culturais e tendências, seja pelos seus professores, pela troca de referências e opiniões entre os sócios da área ou pelo contato com o mercado. Assim, ao contratar um profissional você não está apenas pagando por sua mão de obra, mas também por toda bagagem adquirida que o ajudará a atingir ideias transformadoras. 

Análise crítica das tendências

Ter referências não é tudo; é necessário saber usá-las a seu favor. Tendências podem ser passageiras, por isso buscamos identificar inovações que sejam duradouras. Entender o propósito do cliente, qual a mensagem que ele deseja passar e seu público-alvo são algumas das formas de adaptar certas tendências e referências para o cenário desejado, mantendo a originalidade. Por isso, procurar por “tendências de design” não é um dos melhores caminhos a se seguir.

Para conhecer mais sobre esse universo e entender o que nossos serviços de design oferecem, marque uma reunião de diagnóstico grátis conosco!

  • Texto escrito por Julia Ninck e Marina Japiassú

× Agende um diagnóstico