Quando você pensa na NBA, qual é a primeira coisa que vem na sua cabeça? No seu time favorito? No seu jogador favorito?  Muitas pessoas nunca assistiram aos jogos, mas reconhecem times históricos da liga como Lakers, Knicks, Chicago Bulls ou Golden State Warriors.  E você deve estar se perguntando, “como eles fazem para ser  tão conhecidos”?  A resposta é uma simples palavra mágica: “Marketing”.  É uma das ligas esportivas mais famosas do mundo e isso está muito interligado a como as estratégias de marketing da NBA são executadas. 

Ser um atleta de basquete e estar na liga de basquete americana é um olimpo para o esporte. Hoje, quando se fala de basquete, não existe mais aquela obsessão de jogar pela seleção brasileira. A medalha olímpica ainda é o sonho de todo atleta, porém, estar nessa liga é o auge. Corresponde ao máximo de competitividade que um jogador da modalidade pode viver na carreira, e por esse motivo se torna algo tão seleto e valioso, e por consequência diversas marcas querem estar presente e terem seus nomes atrelados a essa liga. 

Experiência do consumidor: Estratégias do espetáculo

Ir a um jogo da NBA é praticamente como assistir a um show. O ambiente é extremamente confortável e chamativo para você querer estar ali, e consumir o que te oferecerem. Dança, jogos, comida, música, momentos interativos com a plateia. Todos esses aspectos prendem a atenção dos espectadores não só pro jogo, mas sim para o evento no qual eles estão experienciando. 

É interessante ressaltar que o marketing de experiência criado para o público que vai em determinado evento é pensado para ser inesquecível. Desde o momento em que o espectador realiza a compra do ingresso até a hora que acaba. Esse estilo de marketing é voltado para uma grande imersão do cliente. Isso resulta em uma vontade enorme de voltar a consumir o produto cada vez mais. 

Associação a marcas e atletas

Além das estratégias de marketing da NBA serem muito forte nos jogos ao vivo, elas vão muito além das quadras. Você já deve ter ouvido falar sobre o famoso tênis Nike Air Jordan, que é o calçado usado por Michael Jordan, um dos jogadores de basquete mais famosos da história. A liga se envolve em projetos que são relacionados ao esporte de uma maneira sútil e estratégica, e assim conquista pessoas de fora desse mundo a descobrirem do que ele se trata. 
Além disso, a marca também está ligada à febre de consumir tênis nos Estados Unidos, que teve origem nos anos 1990. Até então, o que era apenas uma marca de calçados de atletismo decide inovar e patrocinar um jovem atleta que recentemente havia sido draftado pelo Chicago Bulls. Seu nome: Michael Jordan. O sucesso foi tanto que jovens de todo o mundo idolatravam o jogador. Com isso, a cultura do tênis de basquete da Nike começou, e com isso, foi obviamente associada à NBA.

Método interativo: Criação de Conteúdo

Criar conteúdo para potencializar ainda mais sua marca é o dever de toda empresa que pretende crescer, principalmente se for para um âmbito que não esteja em seu nicho. A NBA já provou diversas vezes que faz isso como poucas marcas no mundo. É o caso da NBA house, os jogos de videogames, a enorme quantidade de filmes que falam sobre a liga e também trazem mais fama para “superastros” que jogam pelas melhores franquias e tem papéis para atuarem nas produções cinematográficas.  Além de todas as experiências criadas em dias de jogos, a organização promove um dos maiores eventos da liga, o “All Star game”, ou como é conhecido no Brasil, o Jogo das estrelas.

Globalização da NBA

Além disso, precisamos falar da globalização da marca, que não está mais vinculada exclusivamente aos Estados Unidos.  Se fizermos um recorte da temporada de 2018/2019, onde um time canadense foi o campeão da liga, o melhor jogador foi um grego, e o atleta que mais evoluiu era camaronês. 

Diante disso, podemos analisar as mudanças ocasionadas pela expansão dos últimos anos. É comum encontramos pessoas de diversas nacionalidades acompanhando e torcendo para times de basquete americanos. Isso reforça o sucesso das estratégias de marketing da NBA, graças à tamanha divulgação e promoções de verdadeiros espetáculos promovidos. Ainda que o consumo se concentre, majoritariamente, no território Norte Americano.

Para se tornar uma empresa globalizada, é necessário ter uma imagem forte ou seja, possuir uma identidade visual e campanha de marketing bens estruturados para que seja reconhecida pelo mundo. A NBA, por exemplo,  tem imagens que a remetem, como uma bola laranja, o próprio logo com as cores azul, vermelho e branco ou até mesmo alguns atletas, como Lebron James, que são facilmente associados à marca. Portanto, o objetivo fim, o reconhecimento de maneira orgânica.  

Diante do exposto, podemos observar que o investimento em marketing tem um papel fundamental na afirmação de uma marca no mercado. Nesse sentido, torna-se evidente que o desenvolvimento de estratégias de comunicação é essencial para captar clientes e consolidar um negócio. 

Por isso, aqui na Empresa Júnior, contamos com uma área de Marketing, com consultores especializados, que desenvolvem os mais diversos projetos para ajudar àqueles que buscam entender melhor seu público e como se comunicar com ele.

Que tal marcar um diagnóstico gratuito para entender melhor como podemos te ajudar a resolver suas defasagens? 

Gostou do blog? Clique aqui e venha saber mais sobre a Empresa Júnior PUC-Rio.

× Agende um diagnóstico