Qual a motivação por trás de um videoclipe?

Um bom videoclipe pode atrair não só novos fãs, mas também muitas visualizações e, na era dos virais, aumenta e muito as suas chances de fazer o seu vídeo ser reconhecido por todos e em qualquer lugar. Existem várias maneiras para conquistar o público, sendo o videoclipe uma delas, assim você aumenta o seu alcance e conquista novos públicos.

Pode-se dizer que os primeiros artistas que mesclaram a sua música com um vídeo foram os Beatles. Eles quiseram inovar e fazer algo diferente do habitual que era filmar uma apresentação e utilizar essa gravação como “clipe”. Junto com o diretor Richard Lester, criaram os clipes de Help! e A Hard day´s nigth.

Os videoclipes se popularizaram mesmo na década de 1980 com o surgimento da MTV. A partir dali foi um caminho sem volta.

Expresse sua essência

Combinar sua música com elementos visuais sempre é uma estratégia muito inteligente. Ambientar sua ideia dentro de uma visão audiovisual é de extrema importância para que a compreensão da mensagem seja a mais clara possível. Seu público precisa conseguir interpretar a mensagem que o clipe quer transmitir e, por isso, quão mais bem estabelecida estiver a sua ideia e os seus conceitos, mais fácil se torna a compreensão dessa mensagem.

Os videoclipes também são vistos como uma forma de marketing. Desta forma, o artista pode construir a imagem que quiser a respeito de si dentro da obra. A narrativa utilizada pode mudar a visão de um músico perante o público. É a sua publicidade.

Um dos clipes mais históricos de todos os tempos nasceu justamente deste ideal de construir uma imagem dentro de uma mensagem a ser passada. “Thriller”, do Michael Jackson, surgiu após o cantor desejar um cenário de terror para a obra audiovisual. Ele desejava ficar com uma aparência monstruosa e com toda a ambientação do clipe e dele próprio, esse propósito foi atingido.

Além disso, foi um investimento no produto. Com quase 14 minutos de duração, o videoclipe de “Thriller” foi o mais caro produzido pela indústria até então. O valor da produção foi estimado na época em US$ 500 mil. Mas esse investimento obteve um retorno espetacular. Até o lançamento do videoclipe, o álbum que continha a música estava com número de vendas abaixo do esperado.

O vídeo de “Thriller” fez com que a venda do álbum dobrasse em questão de dias. Consequentemente, Michael Jackson ganhou todos os prêmios possíveis pelo disco, o qual se tornou o mais popular da história da música, com mais de 100 milhões de cópias vendidas em todo o mundo. Nos EUA, são 33 discos de platina ao todo. Sem dúvidas, o clipe o colocou de vez no primeiro escalão da música.

A ideia do videoclipe sempre foi impactar. A partir dele, seu alcance também aumenta. Uma das melhores formas de angariar novos fãs é por meio de uma obra audiovisual interessante. Assim, se você deseja que mais pessoas te conheçam e compartilhem o seu produto com outras, comece já a considerar o videoclipe como um ótimo recurso para isso.

Comunicação com o público

Se você é um músico independente ou em ascensão, por exemplo, a produção de um videoclipe pode ser muito importante. Ele serve como porta de entrada do artista para a construção de uma estética única e original. Desse modo, também é possível se tornar conhecido pelos seus vídeos bem criativos e bem executados. Uma vez que a criatividade e o fator da originalidade são explorados, você pode acabar sendo ouvido pelo público alvo e, logo, grandes oportunidades podem surgir.

O audiovisual, além de arte, é uma das formas mais conhecidas de entretenimento. Assim, através da possibilidade do compartilhamento da sua música, você pode se tornar famoso com muito mais facilidade do que sem um videoclipe em mãos.

A internet aproximou os videoclipes do público e mudou ainda mais a relação dos artistas com os fãs. As pessoas passaram a ter acesso a músicos com realidades muito diferentes e distantes da bolha comercial tradicional.

O público sempre está desejando inovações e músicas com as quais consigam se identificar. Vivemos na era do imediatismo e da produção de conteúdo em massa. Assim, sempre temos coisas novas ao nosso alcance e estamos sempre buscando por mais. Fazendo com que aguardem surpresas vindas dos músicos que consomem. E o videoclipe é a melhor maneira de estabelecer contato com o seu público dentro do universo virtual. É através dessa forma de comunicação visual que você tem a maior chance de se tornar conhecido e reconhecido pelo seu trabalho.

Novas maneiras de fazer um videoclipe

Há muitas opções para quem deseja realizar um clipe bem feito. E, lembrando, ele não precisa ter custos muito elevados. Permite que você se utilize de técnicas variadas para enriquecer e compor aquele produto audiovisual. Animação, computação gráfica e ilustrações são algumas dessas opções. Basta estudar as suas possibilidades e encontrar o que mais se encaixa com o direcionamento que deseja dar em sua carreira.

Antigamente, um baixo orçamento impossibilitava um videoclipe. Com a internet, a produção e a difusão de videoclipes tornaram-se acessíveis e deram fim ao domínio televisivo sobre o formato. Hoje em dia tem muito mais gente produzindo e envolve muito mais representatividade. O perfil de quem faz, mudou, porque ficou mais barato produzir e distribuir em massa sem intermédio da TV. Hoje, tem mais pontos de vista, mais protagonistas. Agora, são lançados videoclipes de todos gêneros imagináveis. Vários são de baixo orçamento, mas isso não é mais um impeditivo.

Para além das grandes produções, a democratização dos videoclipes se deve em grande parte à facilidade em se obter recursos de filmagem e edição, e à possibilidade de compartilhar os vídeos em plataformas on-line.

Clipes interativos também ganharam destaque por possibilitar a intervenção do público nas obras. Entre os destaques estão o clipe que durou 24 horas, “Happy” (2013), de Pharrell Williams. Álbuns visuais também estão em alta. São narrativas em sequência que vão da primeira à última música. Os videoclipes também podem trazer discussões de problemas sociais e pautas que trabalhamos em nosso dia a dia.

Hoje, em um mundo completamente digital, os videoclipes ganharam ainda mais notoriedade e passaram a ser de fato determinantes na carreira de profissionais de música. Eles podem marcar uma era. Se você realmente deseja impactar pode se fazer valer de efeitos visuais, danças e figurinos clássicos da época. Pode aparecer como um ser “especial”, quase heróico. Também se permite inovar em direção de arte trazendo propostas narrativas típicas do cinema para dentro dos videoclipes. O fato é que um clipe pode contribuir de maneira notável para o extraordinário sucesso de um álbum.

Gostou do blog? Quer saber mais sobre como fazer um videoclipe? Marque uma reunião com a gente ou clique aqui para saber mais sobre os serviços audiovisuais da Empresa Júnior PUC Rio.

Veja Mais

Categorias

Entre em contato conosco se você tiver alguma dúvida