A importância do profissionalismo na edição de vídeos 

A produção audiovisual consiste em três etapas fundamentais: a pré-produção, a produção e a pós-produção. Entende-se que, na criação de uma ideia para vídeos, exige-se muito trabalho criativo e uma noção  bem definida de narrativa para que ela alcance e envolva o público. 

O mesmo pensamento passa pela produção. Está em nosso imaginário o quanto quem está por trás das câmeras precisa criar para pegar os melhores planos, dirigir as melhores cenas e pensar nas melhores estratégias para vender a marca e seu produto. 

No entanto, pouco levamos essa mesma ideia para a pós-produção. Encaramos essa terceira etapa como um trabalho puramente técnico e, portanto, o editor deve apenas colocar em ordem ou cortar aquilo que não serve para o resultado final. 

Diante disso, trouxemos uma reflexão a respeito da edição de vídeos e como um profissional criativo é fundamental nesse momento para a criação da narrativa e para uma publicidade eficaz.

O que faz um editor de vídeo?

A principal função de um editor de vídeo, como o próprio nome já indica, é editar os vídeos. Sendo assim, o profissional realiza a montagem, o tratamento de cor e áudio, a finalização do conteúdo e possivelmente algumas alterações, que podem ser requisitadas pelo cliente ou empresa para qual o editor estiver trabalhando. 

Para que o responsável pela edição de um produto audiovisual possa exercer sua profissão com qualidade, é imprescindível que seja muito criativo, conheça diferentes estruturas de vídeos e tenha um ótimo entendimento de narrativa e construção de histórias.

Além disso, é essencial que um profissional da área possua um domínio nas principais ferramentas de edição de vídeo e áudio, como por exemplo o Adobe Premiere e o Final Cut, dois dos softwares que mais são requisitados em perfis de editores por parte dos contratantes. Um requisito também muito frequente é o conhecimento em outros softwares como Photoshop, Illustrator, After Effects e Motion Graphics.

Já se tratando das habilidades comportamentais, é necessário que o editor de vídeo se comunique perfeitamente, seja criativo, proativo e saiba trabalhar em equipe. Além disso, deve ter  boa noção de ritmo e musicalidade, bem como um bom humor e dinamismo, sendo a formação nas áreas de Comunicação Social, Audiovisual, Rádio e TV, Cinema, muito valorizada. 

Qual sua importância para a narrativa? 

A edição de vídeo é necessária para a transformação do mesmo em um produto finalizado. Na organização de vídeos cinematográficos, por exemplo, as cenas que compõem o clímax são inseridas em seu devido momento, com o intuito de prender o espectador até o final. 

O profissionalismo do editor é essencial para a narrativa, pois é no momento da edição que cada detalhe de mídia, como a dinâmica e velocidade do vídeo, o tempo de corte das imagens ou quais técnicas do meio audiovisual – Jump-Cut, transições, B-roll–  será tratado com extrema atenção.

Por que o formato em vídeo pode gerar mais resultado? 

O conteúdo audiovisual tem crescido muito ao longo dos últimos anos e um dos formatos que mais impulsionou o marketing digital. Atualmente, o vídeo é fundamental para um maior alcance do público e engajamento dos clientes já fidelizados.

Os números atuais no Brasil afirmam que 98% dos usuários de internet consomem conteúdos de vídeo. Isso porque o cérebro humano capta informações mais rapidamente quando estas estão em movimento, fazendo com que vídeos atraiam e mantenham mais atenção dos espectadores. Além disso, a narrativa em vídeo permite que informações mais complexas sejam apresentadas para um maior número de pessoas, criando, também, um maior laço afetivo.

Dessa forma, uma produção audiovisual para uma publicidade é fundamental. O público é condicionado a ver rostos e associá-los a uma marca, o que é uma estratégia extremamente eficaz.

As técnicas mais eficazes de edição 

As técnicas de edição e sua eficácia variam de acordo com o conteúdo, tipo de vídeo, público alvo e local de publicação. Para vídeos de internet, o padrão é o “Jump Cut”, que faz uso de uma linguagem dinâmica e de cortes rápidos entre as frases, a fim de captar a atenção do telespectador e evitar que o mesmo se disperse. Essa técnica também está muito presente na montagem de comerciais de TV.

Outro artifício de edição, que pode ser filmado ou feito graficamente, são as transições, que ajudam na passagem entre cenas e lugares. São muito utilizadas em filmes, séries televisivas e outros trabalhos onde haja a necessidade de transitar de um cenário para o outro, tornando a transformação mais lógica e organizada artística e visualmente.

Além disso, duas das outras técnicas mais comuns são o B-roll, que consiste em cenas “B”, ou seja, cenas de cobertura com o propósito de dar suporte ao que está sendo dito na principal cena do momento, e o efeito Kuleshov, que se dá no corte entre takes com significados distintos, mas que, quando juntos, atribuem novo significado geral às cenas.

Aqui na Empresa Júnior temos nossa área de audiovisual, onde realizamos diversos serviços em que a edição de vídeo está presente e é mais que essencial! Além de projetos em que passamos pelas três etapas de produção, como Vídeo Institucional, Branded Content e Cobertura de Eventos, oferecemos também exclusivamente a edição de vídeo! Assim, recebemos o produto de audiovisual bruto e nossa tarefa é editar de acordo com os desejos do cliente!

Achou interessante? Entre em contato conosco para marcarmos uma reunião de diagnóstico! 

Veja Mais

Categorias

Entre em contato conosco se você tiver alguma dúvida