Employee Experience: passo a passo da jornada do colaborador

As grandes empresas sempre procuraram trazer uma boa experiência para os seus consumidores. Entretanto, o colaborador, um dos maiores pilares de um negócio, sempre acabava ficando em segundo plano.

Recentemente, esse assunto vem ganhando destaque na gestão de pessoas, uma vez que a valorização dos conceitos de “Employee Experience” e jornada do colaborador demonstrou resultados significativos para a produtividade dos funcionários.

Grandes empresas como Google, Microsoft, Coca-Cola, entre muitas outras, já incorporaram esse conceito em seu dia a dia e o possuem como intrínseco em suas culturas. 

O Employee Experience também vem sendo aplicado por marcas que não eram vistas como bons lugares para se trabalhar a fim de reverter essa percepção negativa. A compreensão do termo é fundamental para que o colaborador venha a ter uma boa experiência, e é por isso que as pesquisas pelo conceito vêm crescendo bastante nas mídias digitais.

Quer entender melhor o que é o Employee Experience, sua importância, aplicações e como implementá-lo no dia a dia do seu negócio? Fique conosco até o final desse blog e descubra como se tornar uma verdadeira marca empregadora.

O que é Employee Experience?

O termo Employee Experience se refere a jornada de um colaborador dentro de uma determinada empresa. Esse conceito foi criado para se referir a busca constante pela melhora na experiência desse funcionário ao longo de sua trajetória. 

O fortalecimento da gestão de pessoas por meio dessa frente, é uma tendência que deriva do amadurecimento do mercado de trabalho visto nos últimos anos. Hoje, há o entendimento de que não é possível manter um negócio competitivo sem que o colaborador, peça fundamental, esteja em um ambiente acolhedor e capaz de desenvolvê-lo.

O objetivo principal de promover o desenvolvimento e bem-estar das equipes de uma corporação pode ser alcançado de múltiplas formas. Tudo vai depender do perfil dos colaboradores, visto que existe uma gama de estratégias distintas, cada uma tendo seus prós e contras. Outro fator que costuma impactar a jornada do empregado é a quantidade de recursos que as empresas disponibilizam para tratar desse assunto.

Compreender o funcionamento das relações entre os funcionários é essencial para qualquer gestão de pessoas. Aplicar as ferramentas que compõem esse conceito significa se colocar à frente dos concorrentes, transmitir uma mensagem de competitividade para o mercado e alçar voos maiores. Fazer do colaborador a base de sua empresa é o primeiro passo para ser visto como uma marca empregadora.

Em suma, o conceito de Employee experience não é somente deixar o ambiente de trabalho relaxado, mas, também, tornar um ambiente em que as pessoas se sintam confortáveis e confiantes de trabalhar. Afinal, quem não gosta de estar em um ambiente leve para realizar qualquer tipo de atividade? Com isso, porque não trazer essa cultura para a sua empresa?

Imagem que ilustra a importância da jornada do colaborador e Employee experience.

Qual a importância do planejamento de trajetória para o Employee Experience?

O planejamento de trajetória é a ferramenta utilizada por muitas empresas para alinhar as expectativas dos funcionários ao ingressarem em uma vaga. Esse planejamento pode variar de empresa para empresa, mas geralmente tem como objetivo inserir o colaborador no ambiente de trabalho e compreender melhor suas ambições e interesses. 

Para potencializar a jornada do colaborador, é necessário, portanto, fazer esse tipo de logo nos primeiros meses de emprego. O planejamento de trajetória como primeira ferramenta de Employee Experience se mostra efetivo ao dar para o colaborador o necessário para se desenvolver e alcançar voos mais altos. Diante disso, uma sensação de acolhimento é transmitida ao funcionário e o mesmo passa a ter a percepção de marca empregadora.

Além disso, o planejamento de trajetória também é extremamente benéfico para a empresa que o faz. Identificar as demandas e objetivos do colaborador dá ao empregador um maior entendimento de quais medidas são necessárias para aprimorar o Employee Experience. Essa compreensão irá auxiliar quando o colaborador estiver em estágios mais avançados de sua trajetória, tendo um tratamento personalizado e direcionado.

Quais os benefícios e as vantagens de um Employee Experience eficiente?

O horário de trabalho ocupa, possivelmente, a maior parte do dia da maioria dos funcionários. A troca do tempo de lazer por um tempo de trabalho pode não ser uma tarefa fácil e, consequentemente, alguns trabalhadores podem se cansar, se queixar e não terem vontade de trabalhar. Isso os torna menos produtivos, o que é extremamente prejudicial para a marca empregadora.

Investir em Employee Experience é essencial para conseguir combater esses malefícios de cargas horárias exaustivas e trazer uma maior satisfação dos trabalhadores no dia a dia. Consequentemente, melhorando seu desempenho no trabalho. 

Além disso, um colaborador que possui um Fit cultural e se sente satisfeito dentro da marca empregadora, irá conseguir propagar e ser um exemplo para outros colaboradores e, assim, conseguir manter uma cultura forte e engajada. Isso, não só ajuda na imagem interna, mas também, é visto com muito bons olhos por diversas outras empresas, ajudando a marca no networking e novos projetos.

É interessante entender, que buscar essa satisfação do colaborador é um essencial fator, não só para a produtividade, mas também, para aumentar a jornada do trabalhador dentro da empresa. Esse fato é importante ser citado, pois é imprescindível conseguir conquistar a confiança deles e mantê-los por um maior período de tempo possível, conseguindo, assim, trabalhadores de confiança, engajados com a empresa e que não trocariam a marca empregadora por outra.

Por fim, é interessante ressaltar, também, que, além de conseguir manter os funcionários dentro da empresa, é importantíssimo ter a cultura do Employee Experience para conseguir atrair funcionários com mais qualidade. Procurar um lugar para trabalhar é entender qual ambiente de trabalho a pessoa se adequaria mais e se sentiria feliz e motivado. Por isso, é essencial que a marca empregadora possua uma qualidade de vida boa para atrair os melhores funcionários para trabalharem.

Como implantar estratégias de Employee Experience no seu negócio?

A marca empregadora pode implantar diversas estratégias para conseguir ter um maior Employee Experience. As estratégias podem vir, desde mudanças básicas, até mudanças drásticas no dia a dia da empresa. Porém, como já foi dito no decorrer desse blog, é extremamente benéfico para a marca empregadora implementar essas mudanças e melhorar o seu Employee Experience. O que chega a uma indagação, quais mudanças poderiam ser essas?

1- Valorizar a voz ativa: Em uma empresa hierárquica, é muito comum observar o medo das pessoas de dar suas opiniões e serem sinceros por existir uma hierarquia e medo de falar algo comprometedor. A voz ativa seria dar uma abertura para essas pessoas opinarem e serem sinceras, uma vez que a voz ativa é imprescindível para a opinião de todos ter relevância dentro da empresa. Com isso, seria possível ter uma marca empregadora valorizando as opiniões dos colaboradores e, assim, uma empresa com boa atmosfera e harmonia para se trabalhar.

2- Capacitar os colaboradores: Oferecer a oportunidade dos colaboradores se desenvolverem é algo que enriquece os olhos. Todos necessitam do conhecimento, mas, muitas vezes, não temos tempo e muitos outros aspectos entram no caminho. Por isso, dar a eles treinamentos e chances de desenvolvimento, com certeza, é algo que deixará os funcionários mais  engajados com a marca empregadora.

3- A importância do lado pessoal: Para os colaboradores, é muito importante que a marca empregadora se interesse pelo lado pessoal. Ter esse olhar mais empático é essencial para construir a confiança dos funcionários com a sua empresa, o que faz eles se  apegarem mais ao lugar em que trabalham e, com certeza, aumentar o seu tempo de permanência na empresa. Assim, é possível que exista uma empatia de ambos os lados caso algo diferente do normal ocorra.

4- Cultura organizacional: O entendimento da forma como uma empresa conduz seus negócios e como trata os seus clientes e parceiros é essencial para que o colaborador compreenda todas as práticas, comportamentos e políticas que refletem a cultura da marca empregadora. Imergir o colaborador nessa cultura traz inúmeros benefícios, uma vez que torna sua jornada mais prazerosa, além de fomentar nele todas as características desejadas e abrir portas para desenvolvimento pessoal e profissional.

Por essas razões, a implementação do Employee Experience é imprescindível em qualquer empresa.. Quando o colaborador é colocado em primeiro lugar, ele tende a trazer retornos extremamente positivos para a marca empregadora, tanto no quesito da produtividade quanto na visão externa acerca da empresa.

Sabemos que o Employee Experience vem sendo bastante visado pelas empresas e por isso organizamos esse compilado de informações a respeito do tema. Aqui na Empresa Júnior PUC-Rio possuímos o serviço Pesquisa de Clima Organizacional, perfeito para entender as percepções dos profissionais sobre diferentes aspectos, em especial, o clima da empresa. As famosas PCO podem servir de base para criar planos de ação que visem aprimorar a jornada do colaborador! 

Gostou do blog? Quer saber mais sobre outras tendências do mercado? Então clique aqui e venha saber mais sobre a Empresa Júnior PUC-Rio. 

Autores: Felipe Vassalo e Ian Drummond

Veja Mais

Categorias

Entre em contato conosco se você tiver alguma dúvida