DEI, estratégias de inclusão: uma nova tendência no mercado

Imagem com o nome do título do blog, DEI: estratégias de inclusão

Como implementar DEI (Diversidade, Equidade e inclusão) no seu ambiente de trabalho

Diversidade, Equidade e Inclusão é um tema que está cada vez mais presente no âmbito empresarial. Tal tema está relacionado ao reconhecimento de diferenças, sejam elas sociais ou econômicas, das características humanas. Por isso, é cada vez mais importante que as empresas adotem políticas e programas que façam sentido para os colaboradores e ajudem a criar uma sociedade mais justa. 

Estratégias de inclusão para tornar o seu ambiente de trabalho diverso constituem as táticas de negócios de alto impacto. A intenção é de acolher os mais diferentes pontos de vista a fim de desenvolver um ambiente plural, com um coletânea diversa, porque afinal, diversidade leva à inovação.   

Imagem que ilustra a implementação das estratégias de inclusão no mercado

O que é DEI?

Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI) é um conceito que se refere à valorização da variedade das diferenças que nós seres humanos temos: raça, etnia, cultura, idade e gênero em diferentes contextos sociais. Mulheres, pessoas LGBTQIA+, negros, idosos, jovens, indígenas, pessoas com deficiência e imigrantes são grupos tradicionalmente excluídos. 
Incluir a diversidade humana nas empresas, organizações e governos é fundamental para promover a igualdade e sociedades mais justas. Dessa forma, a agenda de DEI está cada vez mais presente nas organizações, promovendo mais equidade, inovação, engajamento e até melhoria no desempenho financeiro. De acordo com a Pesquisa Global de Diversidade e Inclusão de 2020, 76% dos entrevistados acreditam que o tema é uma prioridade.

Qual é sua importância nas empresas?

Em um país desigual e violento, especialmente para mulheres e negros, como o Brasil, promover a diversidade e a inclusão nas empresas tem um impacto benéfico na sociedade brasileira. A importância dos programas de diversidade e inclusão empresarial é que as companhias se tornam mais éticas, responsáveis e sustentáveis. Promover a igualdade de oportunidades e tratar todos com justiça é responsabilidade de toda empresa comprometida com valores, ética e direitos humanos. 

Além disso, a tendência na política global voltada para o desenvolvimento sustentável foi elaborada pela ONU (Organização das Nações Unidas); tal agenda aborda assuntos de redução das desigualdades. Hoje em dia, Indicadores baseados em conceitos ESG e de diversidade passaram a fazer parte das métricas de avaliação dos negócios. Isso fica ainda mais evidente quando em 2022, a bolsa de valores da Nasdaq (segunda maior do mundo) exigiu a implementação de uma política baseada na diversidade nas organizações que negociam ações em pregão. 

Ou seja, implementar DEI na sua empresa torna-se um compromisso social, além de um incentivo econômico. Abaixo listamos outros benefícios da diversidade para sua empresa.

Diversidade e inovação

O fundador da Apple, Steve Jobs, deixou muitas lições de negócios. Sendo uma das maiores delas o conceito de diversidade. Equipes multidisciplinares de especialistas em computação, matemáticos, designers e até mesmo filósofos de diversas origens trabalham juntas para criar produtos de sucesso em todo o mundo, como o Macintosh, iPod e o iPhone. Mesmo após a sua morte, a Apple continuou avançando na expansão da diversidade e inclusão no corpo da empresa. Hoje, 56% da força de trabalho da empresa nos EUA é composta por profissionais de comunidades historicamente excluídas, em especial no mundo da tecnologia, como mulheres, negros, hispânicos e povos indígenas.

Estamos falando de empresas que precisam de uma cultura de inovação e estratégias de inclusão, para serem flexíveis e pensarem em soluções em momentos de dificuldades, porque é em momentos assim, que buscam a inovação. Nesse sentido, fomentar uma cultura de diversidade significa também encorajar novas formas de pensar. Ligar a inovação à diversidade é promover a contribuição de diferentes ideias, pensamentos e formas de observar as situações. 

Com isso, não podemos deixar de debater a discussão interna das políticas de diversidade e inclusão dentro das empresas, junto com o intuito de uma cultura de inovação. Dessa forma, a contratação de grupos minoritários pode trazer vários benefícios para as empresas.

A inclusão da diversidade não deve ser apenas uma estratégia de marketing, mas sim uma mudança estrutural capaz de proporcionar uma vantagem competitiva para as empresas. De acordo com uma pesquisa realizada pela McKinsey & Company, a abertura para a diversidade pode aumentar em até 15% a lucratividade de um negócio. 

Além disso, o estudo “Getting to Equal 2019: Creating a Culture That Drives Innovation” mostrou que investir em diversidade e inclusão é um pré-requisito para que as organizações se tornem inovadoras. Essa pesquisa revelou que colaboradores de empresas inclusivas sentem-se mais seguros para errar e são mais propensos a inovar, sem encontrar barreiras para isso.

Como resultado, as empresas que adotam uma política de diversidade podem aumentar suas oportunidades de gerar novas ideias e, consequentemente, obter uma vantagem competitiva. Além disso, a promoção da diversidade cria um ambiente de trabalho baseado em confiança e respeito, tanto entre os colaboradores quanto entre os clientes. Vale destacar que uma política de diversidade eficaz não se resume apenas a ter uma força de trabalho multicultural, mas também promover a inclusão dos diferentes grupos nos ambientes de trabalho, a fim de desenvolver as habilidades de todos os colaboradores, sem qualquer distinção.

Diversidade, Equidade e Inclusão como aplicar?

Os benefícios da diversidade para o mercado são imensuráveis – ou na verdade, mensuráveis. A “Global Consumer Pulse” da Accenture Strategy foi uma pesquisa realizada em 2019 que mostrou que 83% dos brasileiros preferem consumir os produtos de empresas que possuem os valores e propósito alinhados com os seus. 

Outra forma que conseguimos quantificar o impacto do DEI (diversidade, equidade e inclusão) no mercado foi por meio de um relatório global sobre diversidade de gênero da OIT, no qual as empresas que possuem uma cultura interna mais inclusiva, tem um aumento de 37% no interesse do consumidor em comprar. 

Uma empresa mais inclusiva com um compromisso social concreto recebe todos os frutos desses benefícios, além de se tornar uma empresa humanizada e acolhedora. Também é importante lembrar que as gerações mais jovens valorizam um ambiente de trabalho inclusivo – e, para atrair talentos, é fundamental investir em uma cultura diversificada. Segundo pesquisa do instituto de pesquisa canadense ThoughExchange, 71% dos jovens analisam o perfil de uma empresa sobre inclusão e sustentabilidade antes de se candidatar a uma vaga de emprego.

A diversidade também leva à inovação. As empresas que possuem um corpo de funcionários mais diversificado, possuem um lucro 19% maior, devido às inovações, do que as empresas que não utilizam da mesma abordagem. Mas como tornamos a empresa mais inclusiva? Nesse texto, mostraremos duas estratégias de inclusão necessárias para o DEI ser implementado no seu ambiente de trabalho.

1. Processo Seletivo Inclusivo

O objetivo do processo seletivo inclusivo é garantir que todos os candidatos tenham as mesmas oportunidades de serem selecionados, independentemente de suas características pessoais. Além disso, a inclusão é importante não apenas para os candidatos, mas também para as empresas, que podem se beneficiar da diversidade de pensamentos e ideias trazidas por uma equipe plural e inclusiva. Um processo seletivo inclusivo é aquele que busca eliminar barreiras e discriminações que possam prejudicar candidatos em razão de características como gênero, idade, etnia, orientação sexual, deficiências, entre outras. 

Para garantir a inclusão, é importante que as empresas adotem práticas que valorizem a diversidade e a equidade durante todo o processo de seleção, desde a divulgação da vaga até a seleção final do candidato. 

Algumas práticas que pode ser adotadas são: Divulgar as vagas em canais acessíveis a todos os públicos, utilizando linguagem inclusiva; Oferecer opções de acessibilidade no processo seletivo, como a disponibilidade de um intérprete de libras para candidatos com deficiência auditiva; Promover treinamentos e capacitações para os recrutadores, para que saibam lidar com as diferentes diversidades e valorizar as habilidades de cada candidato; Garantir que os critérios de seleção sejam objetivos e não discriminatórios; Oferecer feedbacks aos candidatos que não foram selecionados, a fim de garantir transparência e respeito ao processo seletivo.

2. Ambiente de trabalho inclusivo

Um ambiente de trabalho inclusivo é aquele que valoriza a diversidade e promove um espaço acolhedor para todos os colaboradores, independentemente de suas características pessoais. Algumas das características de um ambiente de trabalho inclusivo são:

  • Respeito: Um ambiente inclusivo é baseado no respeito mútuo, onde as diferenças são valorizadas e não há espaço para discriminação ou preconceito.
  • Equidade: Todos os colaboradores devem ter as mesmas oportunidades e tratamento justo, independentemente de sua origem, gênero, orientação sexual, deficiência ou outras características pessoais.
  • Valorização da diversidade: A diversidade deve ser valorizada e incentivada em todos os aspectos, como a contratação de pessoas com diferentes backgrounds, a criação de grupos de afinidade para representatividade, entre outras iniciativas.
  • Comunicação efetiva: É importante que a comunicação seja clara e objetiva, evitando expressões ou linguagem discriminatória e ofensiva.
  • Flexibilidade: Um ambiente de trabalho inclusivo deve oferecer flexibilidade para que os colaboradores possam equilibrar suas responsabilidades pessoais e profissionais de forma equilibrada.
  • Capacitação: Todos os colaboradores devem ter acesso a treinamentos e capacitações para entender a importância da inclusão e respeito à diversidade.
  • Acesso a recursos: É fundamental que as empresas ofereçam recursos e apoio para garantir que todos os colaboradores possam desempenhar suas funções de forma igualitária, como rampas de acesso, intérpretes de libras, entre outros recursos.

Um ambiente de trabalho inclusivo é aquele onde todos os colaboradores são respeitados e valorizados, independentemente de suas características pessoais. Isso cria um ambiente saudável e produtivo, onde a diversidade é vista como uma força, e não como uma fraqueza.

Com esse blog, percebemos o quão importante é um ambiente de trabalho inclusivo. Aqui na Empresa Júnior PUC-Rio, prezamos muito pelo desenvolvimento de nossos sócios, com a finalidade de formar colaboradores com ideais de inclusão e diversidade.

Na Empresa Júnior, temos o serviço de Pesquisa de Clima Organizacional e nesse podemos mostrar como melhorar o ESG da sua empresa e trazer estratégias de inclusão mais eficazes para o ambiente corporativo

Gostou do conteúdo? Quer saber mais sobre outras tendências do mercado? Entre em contato conosco, se mantenha conectado aqui e venha saber mais sobre a Empresa Júnior PUC-Rio! 

Veja Mais

Categorias

Entre em contato conosco se você tiver alguma dúvida