Espírito natalino e o sentimento de solidariedade

O mês de dezembro chega e, com ele, uma atmosfera única toma conta do ar: o espírito natalino. É um período em que as luzes brilham mais intensamente, os corações se abrem, a solidariedade se torna uma força contagiante e o comércio grita de alegria. Shoppings ficam lotados, filas nas lojas aumentam e os sentimentos de solidariedade e caridade também. Neste blog, exploraremos as raízes dessa tradição, a conexão profunda entre solidariedade e Natal, e como as estratégias de marketing desempenham um papel crucial nesta época do ano.

Raízes da tradição natalina

Aonde? Como? Quando? Essas e outras perguntas serão respondidas neste blog. Como o cristianismo prega, o Natal realmente foi criado para comemorar o nascimento de Jesus Cristo no ano 1 D.C na cidade de Belém, mas o que muitos não sabem é o por que de ter sido criado. Um dos grandes motivos, além de celebrar o nascimento, seria substituir uma festa pagã da época conhecida como Saturnália, que como uma antiga tradição dizia começava no dia 17 de dezembro até o dia 25. Vários estudiosos afirmam que Jesus teria nascido em Abril e não dezembro, e que a data foi instituída pelo Imperador Romano Constantino para agradar os cristãos. 

Outra tradição de natal, que é muito conhecida e colocada em prática, é a troca de presentes, mas de onde ela veio? Seguindo as crenças cristãs e avaliando a história bíblica dos Três Reis Magos, Belchior, Gaspar e Baltazar, vemos que eram na realidade sábios que vieram de diferentes regiões do mundo para visitar o menino Jesus. Cada um dos reis trouxe um presente para a criança, Belchior trouxe ouro, Gaspar trouxe incenso e Baltazar trouxe a mirra, assim começando a tradição de dar presentes e o espírito natalino.

O Natal e a solidariedade

Mas afinal, o que é solidariedade? Trata-se do ato de se colocar no lugar dos outros, com compaixão e compreensão buscando uma forma de ajudar quem precisa.  Nesta época do ano, o espírito natalino traz os sentimentos de caridade e amor para os indivíduos. Com isso, eles se sentem na necessidade de ajudar mais as pessoas que passam por necessidades, realizando, assim, mais doações. 

Ser solidário não é somente fazer doações em épocas festivas, mas sim praticar pequenas ações no dia a dia, como ajudar um idoso a atravessar a rua,  para tornar o mundo mais fraterno. Com esses pequenos hábitos, a solidariedade se torna mais presente em nossas vidas, enraizando esse tão importante valor no mundo atual.

Ilustração de pessoas se abraçando demonstrando a solidariedade

Porém como é mostrado, os meios midiáticos transformaram essas lindas atitudes em status, reduzindo o número de pessoas que realmente realizam atos de caridade com o intuito de simplesmente ajudar o próximo.

A importância das ONGs

Em muitas frentes de pesquisa online , é frequente nós como leitores ouvimos falar sobre o termo “ONGs“, mas afinal, o que são essas Organizações Não Governamentais? As ONGs são entidades independentes, sem vínculos governamentais, que têm como principal missão promover a solidariedade e prestar auxílio àqueles que mais necessitam através de caridade e doações. A importância dessas organizações é inegável, pois prestam um papel crucial na construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Você consegue pensar em algum exemplo de ONG? Bom, um exemplo excelente de tal organização que depois de alguns anos no mercado já conquistou reconhecimento mundial é o Médicos sem fronteiras. Criada no ano de 1971, uma organização humanitária que se dedica a levar cuidados de saúde essenciais a pessoas em situações de extrema necessidade ao redor do mundo. Seja em zonas de conflito, áreas afetadas por desastres naturais ou locais com sistemas de saúde precários, o Médicos Sem Fronteiras destaca-se por sua atuação incansável e comprometida.

No ano em que foi criado, o projeto foi capaz de contribuir para um entendimento maior sobre as ONGs e seu papel na construção de um mundo mais solidário e justo. Ao continuar promovendo a conscientização sobre a importância das doações responsáveis e apoiando organizações comprometidas com causas humanitárias, podemos colaborar ativamente para a construção de um futuro mais solidário e inclusivo.

Grupo de médicos transmitindo solidariedade

Pequenas doações, grandes mudanças

O espírito natalino que rodeia o mundo no mês de dezembro inspira a sociedade a realizar mais doações. Atualmente, existem milhares de pessoas em situações de risco, necessitando de ajuda o mais rápido possível. No entanto, não é somente no Natal que doações devem ser realizadas, já que elas representam um ato de caridade e amor ao próximo que deve ser praticado todos os dias. 

Mesmo que em pequena quantidade, uma doação pode gerar uma grande mudança na vida de alguém. Por exemplo, doar um cobertor pode ajudar a proteger uma pessoa do frio, uma doação de alimentos pode ajudar a alimentar uma família e uma doação de dinheiro pode ajudar a pagar um tratamento médico.

Há mais de 30 anos outra ação que aquece os corações durante a temporada natalina é o “Todo mundo pode ser Noel“. Essa linda iniciativa, realizada pelos Correios, envolve a adoção de cartinhas escritas por crianças carentes, nas quais expressam seus desejos e sonhos para o Natal por cartinhas ou até mesmo desenhos coloridos. 

No projeto, pessoas solidárias têm a oportunidade de se tornarem “Papais Noéis” e realizar esses desejos, proporcionando momentos de alegria e felicidade para essas crianças. Dentro do próprio site da campanha conseguimos nos informar sobre o objetivo central, sendo ele incentivar o interesse pelo aprendizado da escrita de cartas pelas crianças e estimular o desenvolvimento de habilidades cognitivas e emocionais.

Marketing e Natal, qual é a relação?

Você já se perguntou qual é a campanha de marketing na época natalina  mais conhecida? Talvez você tenha pensado nos comerciais clássicos da Coca-Cola? Bom, você chegou perto! No ano de 1931 a Coca-Cola simplesmente reformulou o tão conhecido, Papai Noel. Nesta época ele já era conhecido e retratado em histórias do boca a boca e em livros, porém usava vestes da cor verde. 

A figura clássica que conhecemos nos dias de hoje, que emana o espírito natalino, surgiu por conta da gigantesca criadora do refrigerante, quando o artista chamado Haddon Sundblom foi contratado para ilustrar o Papai Noel. Através de um vídeo postado pela Business Insider podemos aprender mais sobre a conexão das cores e também sobre a criação da paleta de cores. As cores e presença da Coca-Cola na mídia é tão importante para nossas memórias que com toda certeza algum comercial da marca já esteve em sua televisão no mês de dezembro.

Natal, um dos feriados mais reconhecidos em todo o mundo oferece oportunidades para empresas terem uma conexão emocional com seu público-alvo. Em todo o mundo inúmeras campanhas publicitárias ganham vida durante a época festiva, impulsionadas por uma combinação de amabilidade, espírito festivo e um aumento acentuado na atividade do consumidor. 

Este aumento de atividade não é apenas fruto da boa vontade associada à época, mas também está indissociavelmente ligado a fatores econômicos, como o pagamento do 13.º salário dos funcionários. Desse modo, o marketing entra em um momento de aquecimento, facilitando, assim, a ascensão de uma publicidade e fortalecimento do posicionamento das  marcas e maximização do lucro.

Imagem do Papai Noel criado pela Coca-Cola como uma estratégia de Marketing para potencializar suas vendas no período do Natal

Uma campanha solidária brasileira

Além do caráter clássico de marketing dentro das épocas festivas, a vontade de doar e ajudar ao próximo também aparece quando os sininhos tocam em dezembro. No ano de 1986 quando a Rede Globo e UNESCO se juntaram para mobilizar recursos e promover ações sociais em prol da infância e da juventude, criando assim o projeto Criança Esperança.

Mas qual é o propósito do projeto além de reunir famosos da Globo em um único programa? Todos os anos, o Criança Esperança organiza uma campanha nacional para mobilizar as comunidades brasileiras a contribuir financeiramente para apoiar projetos sociais em todo o país. Esta iniciativa visa não só arrecadar fundos como também sensibilizar para as necessidades das crianças e jovens em situação de vulnerabilidade, incentivando uma cultura de solidariedade e empatia.

Mais de 50 instituições já foram beneficiadas pelas doações, sendo que nos anos de 2020 e 2021 o total de dinheiro arrecadado foi de quase 21 milhões de reais. Algumas das instituições beneficiadas incluem o Instituto Reação, que foi  fundado pelo medalhista olímpico Flávio Canto, o Instituto Reação utiliza o judô como ferramenta de inclusão social, promovendo o desenvolvimento pessoal e educacional de crianças e adolescentes em comunidades carentes. 

Outras duas organizações presentes incluem o Instituto da Criança, dedicado à promoção da transformação social e educacional junto ao espírito natalino. Este instituto desenvolve iniciativas direcionadas à educação, cultura, esporte e lazer, visando o benefício de crianças e adolescentes. Também na lista, o Instituto da Oportunidade Social (IOS) que é focado em capacitar jovens em situação de vulnerabilidade, o IOS oferece cursos de qualificação profissional e auxilia na inserção desses jovens no mercado de trabalho.

Quer saber como ajudar alguma instituição?

Chegamos ao final deste blog, repleto de reflexões sobre o verdadeiro espírito natalino e se você se sentiu inspirado a tornar este Natal especial para aqueles que precisam, considere apoiar algumas instituições que estão fazendo a diferença. Com uma simples busca na internet, você pode encontrar diversas organizações que estão arrecadando alimentos, recursos ou materiais para melhorarem o natal daqueles que necessitam.

Veja Mais

Categorias

Entre em contato conosco se você tiver alguma dúvida