ESG: os benefícios do Sistema B em 2024

Você sabia que empresas que valorizam práticas de ESG estão atraindo cada vez mais clientes e potencializando seus meios de produção? E que a adoção de valores socioambientais reduz custos e contribui para um mundo mais sustentável?

Em um mundo onde os desafios sociais e ambientais estão cada vez mais evidentes, as organizações enfrentam uma pressão sem precedentes para adotar práticas empresariais responsáveis e orientadas para o futuro. Dessa forma, o Sistema B e a abordagem ESG emergem como catalisadores poderosos para essa mudança.

Mas o que de fato é ESG?

ESG é a sigla para “Environmental Social Governance”, que em português refere-se aos três pilares a seguir:

Ambiental (E) – A frente ambiental simboliza as práticas e políticas relacionadas ao impacto ambiental de uma empresa, incluindo questões como redução das emissões de Carbono, conservação dos recursos naturais, gestão de resíduos e adoção de energias renováveis, dentre outras práticas que remetem à sustentabilidade empresarial.

Social (S) – O social concentra-se nas relações da empresa com seus funcionários, comunidades e outros stakeholders. Isso engloba questões como diversidade e inclusão no local de trabalho, segurança e bem-estar dos funcionários, responsabilidade social corporativa e impacto na comunidade. 

Governança (G) – Por fim, mas não menos importante, o último pilar diz respeito à estrutura e aos processos de governança de uma empresa, incluindo questões como transparência, ética nos negócios, conformidade regulatória e estrutura de remuneração. Uma sólida governança corporativa é fundamental para garantir a integridade dentro de uma empresa. 

As empresas que conseguem efetivamente implementar o conceito de dentro do cotidiano corporativo se destacam cada vez mais no mercado, realizando uma contribuição significativa para sua reputação. Mas para além do externo, as práticas ESG impactam no interno da empresa. A consciência socioambiental e de governança melhora as relações interpessoais entre funcionários e torna o ambiente de trabalho mais saudável e empático como um todo.

Cuidado!

ESG

Muitas corporações confundem a adoção de práticas ESG com a realização de estratégias de marketing que divulgam a empresa como uma organização que se preocupa com práticas sustentáveis e ecológicas que não condizem com a realidade, o chamado Greenwashing (Lavagem Verde). Todavia, existem certos métodos para identificar a falsa sustentabilidade de marcas, como o uso de expressões vagas relacionadas à temática ou de qualidades sustentáveis sem comprovação. 

Fique atento a produtos e serviços com rótulos como “Amigo do Meio Ambiente”, “Ambientalmente correto”, sem lista de ingredientes ou com ausência de certificados que alegam possuir. Conferir a veracidade do que é consumido é essencial para garantir que a sustentabilidade seja de fato uma das características do mundo atual. 

O Sistema B como medidor de impacto

Saber se sua empresa está efetivamente promovendo a sustentabilidade é uma difícil missão. Para isso, o Sistema B, uma organização global sem fins lucrativos, criou um método de avaliação dos impactos positivos e negativos, além de uma revisão analítica de riscos de negócios, que visa balancear a rentabilidade com os objetivos da empresa. O sistema produz um certificado que destaca aqueles que têm conseguido inovar, nos âmbitos social, ambiental e de governança, a fim de ampliar o interesse de demais empresas em práticas sustentáveis. 

Como fazer com que sua empresa obtenha a Certificação B?

A empresa deve acumular mais de 80 pontos na Avaliação de Impacto B, cuja pontuação máxima é 200. Também conhecido como BIA – sigla em inglês para Business Impact Analysis – essa avaliação tem como base 5 principais critérios: comunidade, clientes, meio ambiente, governança e trabalhadores. Caso preencha os requisitos de um ou mais critérios a empresa é certificada e está apta a entrar na Best For The World, uma lista de alcance global que reconhece as melhores iniciativas éticas e sustentáveis no ambiente empresarial.

A mais recente Best For The World foi divulgada em 2022, estando presente na lista 54 Empresas B brasileiras. Confira aqui os principais destaques nacionais das 5 categorias: 

YouGreen. Certificada tanto na categoria “trabalhadores” quanto em “meio ambiente”, a cooperativa de catadores foi novamente reconhecida pelas inovações apresentadas em relação a práticas responsáveis de descarte e coleta de resíduos.

Viana & Moura. Representando a categoria “clientes”, a construtora trabalha há mais de 10 anos realizando o sonho da casa própria em cidades do agreste pernambucano, facilitando o acesso à moradia com base em valores como simplicidade, compaixão e prosperidade. 

Natura. Líder no mercado brasileiro de cosméticos, fragrâncias e higiene pessoal, a franquia conquistou pelo terceiro ano consecutivo a certificação de Empresa B, se destacando em 2022 na categoria “meio ambiente”. Através de iniciativas como Amazônia Viva, Mais Beleza, Menos Lixo e Cada Pessoa Importa, a empresa chamou atenção para importantes causas relacionadas às temáticas ESG. Clique aqui para saber mais sobre o Certificado B da Natura. 

SITAWI Finanças do Bem. A organização sem fins lucrativos com sede no Rio de Janeiro foi premiada na categoria “comunidade” devido ao pioneirismo no desenvolvimento de soluções financeiras para impacto socioambiental de instituições. 

Rise Ventures. Certificada na categoria “governança”, a Rise Ventures, gestora de investimentos para negócios com alto potencial para crescimento e transformações socioambientais positivas, possui um modelo de missão que resultou na sua entrada na lista em 2022. 

Além disso, o BIA possui vantagens até mesmo para as empresas que não são certificadas, pois disponibiliza de forma gratuita a avaliação para que todos os tipos de negócios possam avaliar seu impacto atual e entender possíveis caminhos para melhorar essa realidade. Para além da avaliação de impacto, o método estimula 4 principais características importantes para uma empresa que busca se desenvolver: 

1 – Transparência 

Ao realizar a avaliação, a empresa é incentivada a ser mais transparente sobre seu impacto social e ambiental para todos os interessados em seus processos. Além disso, a transparência é uma das formas de melhora da governança dentro das práticas ESG. 

2 – Responsabilidade 

Na medida que a empresa é mais transparente em relação a seus impactos, se torna cada vez mais responsável por eles, pois está mais apta a ser cobrada pelos interessados. E quanto maior a responsabilidade, maior o objetivo de melhora de desempenho. 

3 – Competitividade 

Com cada vez mais empresas no mercado, é difícil se destacar em relação aos demais competidores. Todavia, a adoção de práticas ESG são um ótimo caminho para se diferenciar e tornar mais competitivo dentro do mercado.

4 –  Inovação 

A avaliação promove inovação na medida que incentiva as empresas a irem em busca de soluções para aprimorar seus impactos sociais e ambientais atuais através de idéias relacionadas ao âmbito sustentável.
Você pode acessar o site da BIA aqui e avaliar o impacto da sua empresa.

Mas por que ser ESG?

Diante dos incontáveis desafios enfrentados no processo de criação ou manutenção de uma empresa, questões sociais e ambientais se distanciam como objetivos a serem alcançados, pois todos os dias surgem novos desafios a serem superados. Entretanto, não se pode deixar de lado a consciência socioambiental, mas sim ver o valor dela para sua empresa. 

Descubra aqui 5 motivos para você adotar práticas ESG no seu negócio. 

1 – Valorização da reputação 

As empresas consideradas ESG se destacam no mercado perante seus concorrentes por conseguirem implementar iniciativas éticas e sustentáveis, mesmo mantendo a preocupação com aspectos normais de um negócio. Enquanto a maioria não pensa nos impactos social e ambiental que está deixando, essas empresas vão além e garantem o seu diferencial no mercado. 

2- Aumento da confiança por parte dos investidores 

Conforme a imagem profissional da empresa é valorizada, cada vez mais os investidores irão depositar confiança no negócio. Uma empresa com ótima reputação irá trabalhar cada vez mais para garantir a permanência da percepção geral sobre ela, o que garante aos investidores uma maior credibilidade no seu investimento. 

3- Fidelização de clientes 

Cada vez mais os clientes priorizam o consumo de serviços e produtos oriundos de empresas que possuem uma compatibilidade ética com os valores do consumidor. Dessa forma, uma empresa ESG terá um alcance muito maior pois envolve clientes que se importam com a causa socioambiental. E uma vez que já tiveram conhecimento da marca, as chances são muito maiores de retomarem a ela quando necessário, devido aos princípios que compartilham. 

4- Atração de profissionais mais qualificados 

Assim como os clientes visam valores semelhantes nas empresas que consomem, os profissionais mais qualificados, que terão opções para escolher dentro do mercado, também irão direcionar seu interesse às empresas que consideram ser mais compatíveis com sua trajetória. Além disso, profissionais qualificados visam manter a qualificação estando em empresas com imagem profissional valorizada – característica de empresas que adotam práticas ESG. 

5- Melhora dos rendimentos 

Com a reputação valorizada, confiança dos investidores, fidelidade de clientes e atração de profissionais qualificados, uma empresa tem todas as ferramentas necessárias para evoluir seus resultados financeiros.

Não fique para trás

Com base nas vantagens mencionadas, fica muito mais fácil investir em sustentabilidade dentro de sua empresa, a fim de tornar o impacto social produzido cada vez mais positivo para todos envolvidos no processo. 

Na medida que a consciência socioambiental cresce dentro e fora do espaço corporativo, empresas que não se adequam às práticas ESG e não buscam cada vez mais reduzir as consequências negativas que produzem são superadas por aquelas que visam se atualizar cotidianamente em relação às inovações do mercado. 

Busque ainda mais informações sobre práticas ESG e faça com que sua empresa entre para o movimento sustentável. Você não vai querer ficar de fora dessa! 

Gostou deste blog? Então acesse o site da Empresa Júnior PUC-Rio para conferir mais conteúdos como esse e dê o primeiro passo para alavancar sua empresa! 

Autores: Luiza Guedes e Pedro Basto

Veja Mais

Categorias

Entre em contato conosco se você tiver alguma dúvida