O que é ergonomia?

Ergonomia é um conjunto de procedimentos e ações que estudam as interações do homem com o ambiente e com o próximo, visando um maior conforto, segurança e eficiência no local de trabalho. Esses estudos são regulamentados pela NR 17 – Normas Regulamentadoras que buscam uniformizar e informar processos relacionados à segurança e medicina no trabalho.  

Como ela funciona na prática?

A ergonomia funciona visando adaptações inteligentes que levem a um maior conforto, segurança e produtividade. Dessa forma, ela deve ser aplicada em todos os locais: no trabalho, em casa, no transporte, locais de lazer, entre outros. 

Na arquitetura, por exemplo, a ergonomia é aplicada em todas as etapas do projeto. Desde o estudo inicial, visualizando as necessidades do cliente, até o detalhamento de mobiliário. Também podemos ver no âmbito de materiais, texturas, cores e iluminação, que são essenciais para atingir o conforto físico e psicológico no espaço.

A ergonomia, no ambiente de trabalho, atua de modo a melhorar as interações do homem com o espaço, e as interações humanas. Estudando esses comportamentos, é possível minimizar atitudes prejudiciais como baixa iluminação, barulhos repetitivos e postura ruim; buscando uma ambientação mais harmônica e eficiente.

Esses pequenos detalhes são de fácil implementação e fazem grande diferença. Procedimentos como a criação de um comitê de ergonomia – onde trabalhadores aprendam sobre o assunto; elaborar um plano de ação – onde as mudanças serão efetuadas; e pedir ajuda a outras empresas são alguns exemplos de como implementar a ergonomia no seu dia a dia.

Como a ergonomia pode te ajudar?

Nesse sentido, apesar do nome parecer um pouco estranho e não estar fortemente presente no vocabulário popular, esse conceito é importantíssimo para a habitação de espaços internos e consequentemente para o planejamento desses. 


Tal planejamento se torna cada vez mais essencial com o passar do tempo, ao que as nossas necessidades mudam e não se encaixam mais no espaço em que habitamos ou, em alguns casos, nunca atingiram tal encaixe. Por isso, um ambiente interno feito sem preocupação com o conforto ou apenas baseado em estética não é o suficiente.

É necessária em espaços que não foram planejados, mas feitos de forma arbitrária com os materiais à disposição, uma ergonomia de correção, para que além de teto, paredes, portas e janelas, o espaço possua tudo aquilo que você precisa para uma rotina de trabalho qualitativa. 

Como ela se encaixa no seu ambiente de trabalho?

É interessante mencionar a importância de um ambiente de trabalho que, como mencionado anteriormente, tenha sido planejado e, se não foi, passe por uma ergonomia de correção

Isso porque a ergonomia no ambiente de trabalho está presente nos mínimos detalhes, assim como em qualquer ambiente interno que habitamos por uma boa quantidade de tempo. 

Isso acontece pois, se habitamos espaços que não foram pensados para as nossas necessidades, ou seja, que estejam alheios às nossas tarefas e rotina de trabalho, pequenas tarefas do dia a dia se tornam mais difíceis. Um ótimo exemplo disso se dá nas cadeiras, que não são tão simples quanto parecem e precisam ser meticulosamente pensadas. A ergonomia da cadeira segue princípios básicos para que nossa saúde física não seja afetada e se adapta à maneira em que nós nos sentamos e realizamos tarefas sentados, sem criar desconforto. Se você se interessou pelo conceito e quer entender de fato como é uma cadeira ergonômica, clique aqui.  

Além disso, uma escala macro deve ser levada em conta quando pensamos na ocupação do seu escritório ou organização interna do espaço da sua empresa. Isso acontece pois, se esse ambiente foi feito há muito tempo, pode não encaixar-se nas necessidades ergonômicas do mundo atual devido às restrições sanitárias advindas do Covid-19 e mudanças nas normas de construção de espaços de interiores. Um exemplo é a NBR que regula saídas de incêndio e se atualiza anualmente. Outro exemplo é a possível expansão da sua empresa, pois é importante que o espaço esteja apto a receber mais pessoas se necessário — e que o bem-estar dos novos colaboradores seja levado em conta — mesmo que empresa não se mude de sua matriz. Caso se interesse mais pela ergonomia em diferentes ambientes em que você habita, dê uma olhada nesse artigo.

Como pensar estrategicamente para a mudança no seu espaço?

A ergonomia tem uma conduta muito ampla que considera diversos fatores. Por ser bastante inclusiva, ela é dividida em diferentes tipos. Essas separações são essenciais para uma identificação e correção mais simples dos problemas de seu espaço.

Ergonomia física

Estuda a relação entre a fisionomia humana e as atividades físicas que ele realiza. Levando em consideração a postura, movimentação, lesões, repetição e uso de materiais. Um exemplo prático é a colocação de um computador na altura certa para uso.

Ergonomia organizacional

Envolve clima de organização, cultura, processos e políticas da empresa. Tende a visualizar os trabalhadores como partes essenciais de um grande sistema. Para esse trabalhar harmoniosamente, leva em consideração a gestão, convivência em grupo, participação, e comunicação. Feedbacks de equipe são alguns exemplos de aplicação.

Ergonomia cognitiva

Lida com processos mentais e sua influência na interação externa. Trata de decisões importantes como estresse, saúde mental, e confiabilidade. Exemplos desse tipo envolvem ações de treinamento e desenvolvimento dos funcionários. 

Fazendo essa análise, o reconhecimento de pontos fracos e a adaptação para um novo ambiente vira acessível e compreensível. Essas atitudes também mostram a inclusão dos trabalhadores e a preocupação com o próximo. Assim, é criado um espaço mais aberto, seguro e produtivo.

Como a Empresa Júnior PUC-Rio pode me ajudar?

Reconheceu alguma característica do seu ambiente de trabalho nesse artigo?
Aqui na Empresa Júnior estamos disponíveis para explorar o seu espaço e todo conforto que pode obter nele, para maior produtividade e qualidade de vida.

Que tal conversarmos sobre o melhor aproveitamento do seu espaço interno? Podemos, juntos, chegar a soluções de mobiliário, design de interiores ou a aplicação de uma ergonomia eficiente para seu ambiente de trabalho.

× Agende um diagnóstico